Qual deve ser a estrutura de um bom currículo

0
156

Você sabe qual deve ser a estrutura de um bom currículo? No artigo de hoje estaremos mencionando qual a melhor estrutura para se montar um belo currículo podendo se destacar em cima de outros candidatos e possivelmente conseguindo estar conquistando a vaga que tanto deseja.

Mas sempre é bom lembrar que é preciso investir um tempo de qualidade para a criação de um currículo, principalmente por ser a carta de entrada para um emprego podendo te dar um bom retorno. É muito importante que você reflita sobre toda sua carreira profissional para que coloque apenas informações que realmente são necessárias para um bom currículo, sempre mostrando claramente e honestamente tudo que sabe e o que ainda pretende aprender. Também não se distraia, tire de suas mãos seu celular, não ouça musicas e nem televisão ao fundo, com calma, foque e faça do seu currículo único para o recrutador!

É importante colocar um pouco sobre a trajetória?

Qual deve ser a estrutura de um bom currículo
É importante colocar um pouco sobre a trajetória? (Foto: Divulgação)

A trajetória que referimos nada mais é que trabalhos universitários ou voluntários que poderão aparecer entre suas experiências. Não importa se esses projetos não tenham sido remunerados, merecem sim um destaque se no caso possa ter te ajudado a melhorar como profissional, como em habilidade de trabalho em equipe ou visão estratégica.

Qual deve ser a estrutura de um bom currículo?

Qual deve ser a estrutura de um bom currículo
Qual deve ser a estrutura de um bom currículo (Foto: Divulgação)

Currículo é uma coisa que ficamos sempre muitos atentados a modificar, mas nem sempre é possível e se caso alterar algo pode vir a te prejudicar. O estilo mais recomendado ainda é no papel branco simples (nada de muita cor), margens sempre fixas e com fontes normais na cor preta e com tamanhos legíveis. Para ajudar na leitura, você pode experimentar itálicos, sublinhados e negritos para destacar palavras importantes.

1° Passo: Dados pessoais

Dados pessoais
Dados pessoais (Foto: Divulgação)

É a parte mais simples e que mais tem que ter cuidado no momento em que for escrever. Nesse momento você ira colocar seu nome completo, idade e estado civil, também é importante colocar quantos filhos você tem e a idade deles, caso não tenha, não coloque nada. Coloque o seu endereço, cidade, estado e CEP. O número de telefone, nesse caso, se tiver mais que um número, você deverá distribuir do mais fácil em te achar ate o menos provável, para facilitar o recrutador a te encontrar. E também é importante colocar um e-mail, pois algumas empresas preferem entrar em contato através do e-mail do que por ligação, e por esse motivo você deve ter um e-mail profissional e nada de nome no diminutivo, mesmo que seja preciso criar um novo, faça!

2° Passo: Fale sobre seus objetivos

Qual deve ser a estrutura de um bom currículo
Fale sobre seus objetivos (Foto: Divulgação)

Depois dos seus contatos pessoais você deverá descrever sobre seus objetivos de maneira direta, com uma duas frases, de maneira curta e simples refletindo o quão segura você é e que não fica de rodeios mas vai direto ao ponto em questão. Essa frase pode ser formulada de acordo com cada vaga de emprego e deve alinhar claramente sua experiência com as necessidades que a vaga esteja buscando. Também é importante lembra que não é muito “agradável” você listar suas habilidades como “boas relações interpessoais”. Por mais que seja algo, infelizmente, comum, não está correto. Pois não cabe a você se autoavaliar e sim ao recrutador que te escolheu para estar fazendo uma entrevista, e por esse motivo, evite de todas as maneiras colocar esses tipos de frases para não comprometer seu currículo por descuido.

3° Passo: Fale sobre suas experiências

Fale sobre suas experiências
Fale sobre suas experiências (Foto: Divulgação)

Feito todo esse o processo anterior, chegou o momento de preencher a parte que muito temem. Nesse momento, a ordem tem que ser cronológica, ou seja, do emprego atual ou mais recente que você teve ao mais antigo. Caso você esteja no mesmo emprego a muitos anos, invista em mais espaço para falar como você cresceu dentro dessa empresa.

Muitas duvidas surgem nessa etapa do currículo, principalmente para os mais jovens que tem quase nenhuma atuação no mercado. Para quem não tem muita experiência profissional, indicamos que você fale um pouco mais sobre trabalhos voluntários ou estágios em épocas de férias . Não importa o local, o que importa é que de alguma maneira isso te ajudou a se tornar um profissional melhor e deve ser reconhecido.

4° Passo: Qual é sua formação?

Qual deve ser a estrutura de um bom currículo
Qual é sua formação (Foto: Divulgação)

Nesse campo, você ira dar todas suas informações sobre sua escolaridade e diplomas, como escolas, universidades e outros cursos acadêmicos, como cursos técnicos, especializações, extensões e intercambio (no caso do intercambio é interessante colocar a cidade em que esteve.)

É nesse campo que você ira colocar também todas suas informações sobre idiomas, mas seja totalmente honesto, em muitos casos coloca “ inglês básico” e nem sabe como funciona o verbo to be. Então, esse é o momento de ser verdadeiro consigo mesmo e com os outros da empresa.

Aproveite todas essas dicas e faça um currículo espetacular e consiga a vaga que tanto procura.

Conheça outros artigos relacionados:

Camila Silva
Últimos posts por Camila Silva (exibir todos)