Currículo Paulista 2021 – Educação Paulista e Políticas de Ensino

0
125

No dia 01 de agosto de 2019, foi realizada no Palácio dos Bandeirantes, a cerimonia de homologação do Currículo Paulista 2021 do ensino infantil ao nono ano do ensino fundamental.

O objetivo foi criar um currículo unificado com foco na aprendizagem dos estudantes.

A construção em regime de colaboração traz a contextualização de competência,  habilidades da ABNCC e referencias curriculares pré existentes no estado e no município.

Em construção desde fevereiro de 2018, o Currículo Paulista 2021 teve mais de 1 milhão de contribuições, e iniciativas de apoio para implementação.

Somente em 2020 o investimento foi de mais de R$ 25 milhões, com:

  • Formação de multiplicadores de cursos à distancia;
  • Materiais didáticos alinhados a cada tipo de ensino;
  • Alinhamento do calendário escolar;
  • Avaliação educacional

O link para acessar os materiais, assim como a consulta pública, é: https://efape.educacao.sp.gov.br/curriculopaulista/ensino-medio/

Saiba mais sobre o Currículo Paulista 2021

Currículo Paulista 2021 - Educação Paulista e Políticas de Ensino
Currículo Paulista 2021 – Educação Paulista e Políticas de Ensino – Foto: Reprodução

Você sabia que para o professor ensinar matemática, português e outras matérias na sala de aula, é preciso um enorme esforço de para elaborar um currículo?

Portanto, imagina ainda elaborar algo desde a educação infantil até os anos finais do ensino fundamental.

Por isso, o novo Currículo Paulista 2021 destinado ao ensino infantil e fundamental foi pensando no que o aluno precisa ter de competência e habilidade essencial para seu desenvolvimento congnitivo, social e emocional, visando uma formação integral como ser humano.

E, para que o Currículo Paulista 2021 chegue ao maior número de escolas possíveis, é importante que todas as unidades de ensino participe da implementação de todas as atividades.

Como é feita a adesão ao Currículo Paulista 2021

Mas, como será feita a adesão do corpo docente ao Currículo Paulista 2021?

A adesão é simples: basta que o município entre na Secretaria Escolar Digital com a conta do secretario de educação e confirmar a participação.

Veja como é a estrutura do Currículo Paulista 2021

O Currículo Paulista 2021 está estruturado em 3.150 horas, distribuídas em um período de três anos.

No total, serão 1.800 horas destinadas à formação básica e o restante, de 1.350 horas, são referentes aos itinerários formativos.

Ou seja, desta forma, o documento cumpre mais do que a carga mínima prevista legislação.

Na formação geral básica, os estudantes serão contemplados com as disciplinas clássicas divididas em áreas dos conhecimentos como:

  • Linguagens e suas tecnologias: língua portuguesa, artes, educação física e língua estrangeira;
  • Matemática;
  • Ciências humanas e sociais aplicadas: história, geografia, filosofia e sociologia;
  • Ciências da natureza e suas tecnologias: biologia, química e física.

Ou seja, na carga horária referente aos itinerários formativos, o estudante precisa escolher um dos campos de conhecimento da formação geral para aprofundar seus estudos, ou ainda, a formação técnica e profissional para se aprofundar.

Portanto, os componentes do Inova Educação também farão parte dos itinerários formativos. São eles: as disciplinas eletivas, o projeto de vida, e tecnologia e inovação.

Formação de professores

Já, quando o assunto é formação dos professores, o documento garante que estão previstos dois encontros com cerca de 350 profissionais e um encontro para mais de mil de todo o estado de São Paulo que serão os formadores para abordar os temas estruturais do currículo como:

  • Educação integral;
  • Competências e habilidades;
  • Metodologias ativas.

O objetivo é que os profissionais presentes nestas formações repliquem o conhecimento e as informações em suas respectivas unidades, garantindo a formação em “efeito cascata.”

Assim, ao longo do ano, haverá outras formações para conjunto de trilhas formativas, desenvolvida pela Secretaria e Undime.

Tudo isso com apoio da Escola de Formação e Aperfeiçoamento dos Profissionais da Educação do Estado de São Paulo (Efape).

Educação integral

Além disso, outra norma estabelecida no Currículo Paulista é a implementação do conceito de educação integral que promove o desenvolvimento do estudante tornando-o sujeito da aprendizagem.

Portanto, esse novo paradigma mostra uma mudança de percepções: o professor supera as barreiras das disciplinas e promove a integração curricular.

E, qual o resultado? O aluno consegue desenvolver-se em todas as dimensões.

O novo currículo prevê ainda, por meio da educação integral, que a escola esteja conectada com o sentido da vida dos estudantes, sempre interligada ao uso de metodologias ativas com a proposta de criar aprendizagens e espaços de conhecimento.

Veja mais artigos semelhantes: