Currículo Paulista 2020 – Rede Municipal, Estadual e Privada de Ensino

0
138

O Currículo Paulista 2020 é tudo que será transmitido aos alunos durante o ano letivo, em um documentos estabelecido pelo ministério da educação com a carga de ensino de acordo com idade escolar.

Esse conjunto de programas é esforço dos profissionais da educação que atuando de modo colaborativo, associaram saberes, procedimentos, reflexões e experiências a respeito da prática docente nos diferentes componentes curriculares.

Dentro dele o corpo docente tem acesso as competências gerais discriminadas pela
Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada pelo Conselho Nacional de Educação (CNE) e homologada em 20 de dezembro de 2017, bem como os currículos e
as orientações curriculares das redes de ensino públicas e privadas.

Todos as cidades do estado de São Paulo precisam seguir as normativas do Currículo Paulista 2020 no setor da educação.

Ou seja, precisam aplicar competências e as habilidades essenciais para o desenvolvimento cognitivo, social e emocional dos estudantes paulistas e considera sempre sua formação integral na perspectiva do desenvolvimento humano.

Currículo Paulista 2020 – Uma proposta pedagógica para o ensino de São Paulo

Currículo Paulista 2020 - Rede Municipal, Estadual e Privada de Ensino
Currículo Paulista 2020 – Rede Municipal, Estadual e Privada de Ensino – Foto: Divulgação

O Currículo Paulista representa um passo decisivo no processo de melhoria da qualidade de educação no Estado de São Paulo.

Isso porque, ele se refere às:

  • Aprendizagens dos estudantes;
  • Formação inicial e continuada dos educadores;
  • Produção de materiais didáticos;
  • Matrizes de avaliação;
  • Estabelecimento de critérios para a oferta de infraestrutura adequada ao pleno desenvolvimento da educação.
  • Mas, isso só acontece quando existe um sistema de colaboração entre as diferentes redes na implementação do Currículo Paulista.

Dessa maneira, o Estado de São Paulo se firma no cenário da educação brasileira como referência quanto à garantia do conjunto dessas aprendizagens essenciais aos estudantes.

Também, o Currículo Paulista 2020 favorece o desenvolvimento integral por meio das dez competências gerais propostas para a Educação Básica e do apoio às escolhas dos jovens e adolescentes à concretização dos seus projetos de vida e à continuidade dos seus estudos.

Qualidade na implementação do Currículo Paulista

Com a sua homologação, o Currículo Paulista retorna às redes de ensino, às escolas e aos educadores.

Portanto, o desafio agora é que o Currículo chegue a cada sala de aula de todas as escolas do Estado de São Paulo e que sua implementação concorra para assegurar educação de qualidade a todos os estudantes.

Para isto, é fundamental que se fortaleça o regime de colaboração entre o Estado, os municípios e a rede privada.

Nesse processo de melhoria da qualidade da educação, o Currículo Paulista representa um marco importante para a redução das desigualdades educacionais no Estado, uma vez que explicita as aprendizagens essenciais que todos os estudantes devem desenvolver.

Ou seja, é aguardado que as escolas façam novamente suas Propostas Pedagógicas do Ministério da Educação de maneira a dar respostas efetivas às necessidades, às possibilidades e aos interesses dos estudantes, segundo suas identidades linguísticas, étnicas e culturais a luz do Currículo Paulista.

Portanto, as decisões curriculares e didático-pedagógicas das diferentes redes de ensino, o planejamento do trabalho anual das instituições escolares e as rotinas e os eventos do cotidiano escolar devem considerar a necessidade de superação das desigualdades educacionais.

Para essa superação, é necessário que o planejamento mantenha claro foco na equidade, o que pressupõe reconhecer que as necessidades dos estudantes são diferentes.

O compromisso com a Educação

O Currículo Paulista considera a educação como a base da formação dos estudantes do Estado, independente da rede de ensino que frequentam e da
jornada que cumprem.

Dessa maneira, afirma o compromisso com o desenvolvimento dos estudantes em suas dimensões:

  • Intelectual;
  • Física;
  • Socioemocional;
  • Cultural.

Elencando as competências e as habilidades essenciais para sua atuação na sociedade contemporânea e seus cenários complexos, multifacetados e incertos.

Viver, aprender e se relacionar nesse novo contexto tem exigido, cada vez mais, maior autonomia e mobilização de competências dos sujeitos para acessar.

Selecionar e construir pontos de vista frente ao volume substancial de informações e conhecimentos disponíveis, para buscar soluções criativas e fazer escolhas coerentes com seus projetos de vida e com o impacto dessas escolhas.

Assim, nas escolas que integram o Sistema Estadual de Ensino, as atividades desenvolvidas com os estudantes, dentro e fora do espaço escolar, devem convergir para que todos possam desenvolver as competências gerais explicitadas.

O Governo pretende assim com o Currículo Paulista 2020 apoiar os estudantes na construção de um projeto de vida individualizado.

O projeto deverá se desenvolver ao longo da escolaridade básica em especial nos anos finais do ensino fundamental mas também pode ir no ensino médio.

A inclusão desse projeto no currículo mostra a necessidade de fazer sua leitura indelicada com as orientações legais e até com os correios eletrônicos do governo federal.

Veja outros artigos que te auxiliarão: